NOTÍCIAS

Amador 2018 tem doze times inscritos

Com previsão para começar no próximo dia 2 de setembro o Campeonato Amador Municipal 2018 tem doze equipes inscritas, segundo a Secretaria Municipal de Esportes. Turismo e Lazer, organizadora da competição.
 
No dia 9 de agosto os dirigentes dos times participaram de uma reunião onde foram entregues as fichas de inscrição, que deverão ser assinadas pelos jogadores. Os times que se inscreveram foram: Os Piratas, LAFC, Veteranos da Vila Guarnieri, Laranja Mecânica, Fazenda Cava. Internazionale, Amigos do Xibiu, Nike 10, Os Mulekes da Dirce, Patrimônio, Paz e Primavera.
 
Os jogos do campeonato serão realizados no Colina Atlético, Nova Colina e Jardim Primavera.
 
As fichas devem ser entregues dia 23 de agosto para que as equipes possam confirmar suas participações.

Feira do Livro de Colina encerra sua 1ª edição com sucesso de público e organização

A Prefeitura Municipal de Colina, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, comemora o sucesso da Feira do Livro 2018, realizada pela primeira vez em Colina, de 07 a 10 de agosto. A estrutura do evento, especialmente montada no ambiente arborizado e acolhedor da Praça Matriz, atraiu diariamente centenas de pessoas que desfrutaram da variedade de atrações e títulos de livros para toda a família.
 
Um dos principais objetivos do evento é fomentar nos alunos e na população o gosto pela leitura. O público escolar esteve presente em número significativo, com alunos das Redes Públicas de Ensino Municipal e Estadual, da Rede Particular e da Filantrópica (APAE), que visitaram o espaço e participaram ativamente por meio do envolvimento dos professores, funcionários e alunos nas apresentações artísticas e culturais, tais como: narrações de histórias, danças, saraus, declamações e teatros, entre outros espetáculos musicais, reafirmando a importância da literatura infantojuvenil para a formação de crianças e adolescentes.
 
Todas essas escolas montaram estandes de exposição dos seus trabalhos pedagógicos. A Biblioteca Municipal reverenciou os diversos escritores colinenses expondo suas obras e ainda montou no seu estande um ponto de troca de livros onde os visitantes puderam doar um livro e ganhar outro.
 
A Feira do Livro 2018 trouxe como tema: (Re)Vivendo a nossa história, para retratar o potencial literário dos escritores locais e evidenciar o orgulho colinense pela contribuição desses a nossa história, bem como a divulgação de Colina no cenário literário nacional e internacional.
 
Entre os destaques, a justa homenagem ao Médico Psiquiatra e Escritor Colinense Dr. Augusto Cury, publicado em mais de 70 países e o autor brasileiro mais lido nas duas últimas décadas – patrono da Feira do Livro. Dr. Augusto abriu a programação do evento literário e palestrou para uma multidão de pessoas que prestigiaram uma noite histórica em Colina.
 
Outro momento especial foi o lançamento do livro “Vou-me embora pra Colina!”, do Jornalista e Escritor Colinense Renato Prado Guimarães, que após exercer por um longo tempo a diplomacia na Embaixada do Brasil na Alemanha, entre outros países, há alguns anos retornou à sua terra natal para aqui viver e conviver. Renato Prado Guimarães é neto do ex-proprietário da Pharmácia Santa Izabel e segundo Prefeito de Colina na década de 30 – Urbano Prado.
 
No “Espaço Ateliê de Ideias” escritores colinenses e convidados contaram e recontaram suas histórias e recordações, num bate-papo agradável e descontraído. As sessões de autógrafos proporcionaram a aproximação dos escritores com o público, para conhecer de perto o trabalho e as inspirações das obras.
 
Inúmeras oficinas culturais, literárias e pedagógicas foram desenvolvidas no espaço “Quiosque Cultural” com a contribuição especial do cartunista e escritor Julinho Sertão, dos escritores Toni Brandão e Costa Senna, e das Professoras Diva Maria Dechen Junqueira Franco e Luiza Aparecida Maia, que falaram em palestra para os alunos sobre as suas obras e atividades.
 
Nos estandes reservados às livrarias e livreiros foram comercializados os livros e os alunos da rede municipal também puderam trocar o cheque-livro que receberm da Prefeitura por obras de sua escolha. As palestras dos escritores, os shows, as apresentações e as participações de alunos e professores aconteceram em dois palcos diferentes: o principal e o ativo.
 
A Feira contou ainda com a parceria de famílias e de entidades como a Associação dos Amigos da Estação e da Memória Ferroviária de Colina, o Asilo São Vicente, a Família Rotária e o COMTUR – Conselho Municipal de Turismo, responsáveis por organizar a praça de alimentação do evento, fazendo um resgate da cultura gastronômica típica das nações responsáveis pela formação da nossa etnia. O jornal “O Colinense” também esteve presente para contar a trajetória do seu centenário e a Feira teve ainda o apoio da Câmara Municipal, da Polícia Militar, do Fundo Social de Solidareidade e das Secretarias Municipais de Transporte e de Serviços Urbanos, e a participação das Secretarias Municipais de Saúde e Desenvolvimento Social e do Conselho Tutelar.
 
Para a Profª. Elizabete Milani Neme, responsável pelo expediente da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, “a Feira do Livro foi um marco no desenvolvimento cultural e literário de Colina e a primeira edição foi um enorme sucesso! Oferecemos uma programação dinâmica, diversificada e de qualidade, que agradou o público de todas as faixas etárias. Foram quatro dias intensos de convivência, conhecimento e troca de experiências. A Feira consagrou-se no seu papel de aproximar leitores e escritores e de fomentar o gosto pela leitura e a construção da cidadania, cumprindo o propósito de todos os envolvidos: associar ao ato da leitura em si à perspectiva de estimular o pensamento crítico em nossas crianças e jovens, considerando que cidadãos melhor preparados culturalmente podem compreender o mundo e promover as transformações sociais necessárias ao seu desenvolvimento”, afirma orgulhosa, a Profª. Bete Neme.
 
Bete ainda agradeceu a anuência e a confiança da Administração Municipal e o empenho de todos para a realização da Feira do Livro de Colina, destacando a dedicação e apoio do Professor Gustavo Siminonato T. Ferreira “Montanha” e do Professor Gilberto Gonçalves – Coordenador de Atividades Culturais . “Esse empreendimento literário foi realizado graças aos esforços de inúmeras pessoas, desde os diversos setores da Administração Municipal à especial colaboração das equipes escolares e da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, da Biblioteca Municipal, dos alunos, pais, entidades, empresas, instituições e colaboradores, superando todas as dificuldades. Agradecemos a disponibilidade do patrono Dr. Augusto Cury, que muito nos honrou ao apadrinhar nosso evento e a todos os escritores que estiveram conosco. Todos foram incansáveis e atenciosos, mostrando muito carinho pela Feira do Livro e por Colina”. Finalizou, ressaltando que a Feira do Livro será um evento bienal dentro do calendário de atividades do município.
 
Em seu pronunciamento, o Prefeito Municipal de Colina, Dieb Taha, falou de sua satisfação com a realização da Feira do Livro e agradeceu a presença do público durante todos os dias; parabenizou todos que contribuíram para a organização do evento literário, em especial a Secretária Municipal de Educação e Cultura Designada, Profª. Bete Neme e sua equipe, pela organização da Feira; a Câmara Municipal, o Fundo Social de Solidariedade e as demais Secretarias Municipais que fizeram o melhor para que a programação transcorresse conforme planejado.
 
“Quero externar minha alegria e gratidão pela honrosa presença do Dr. Augusto Cury, patrono da nossa 1ª Feira do Livro, Médico Especialista em Psiquiatria, Pesquisador na área de qualidade de vida e desenvolvimento da inteligência, Escritor Colinense, enfim, uma pessoa com inúmeras qualidades que muito nos orgulha e que representa brilhantemente Colina no Brasil e no mundo. E expressar meu sincero agradecimento e homenagem ao amigo, Escritor Colinense Renato Prado Guimarães, Jornalista, Diplomata por 45 anos e Embaixador durante 13 anos, passou grande parte da vida fora do Brasil servindo nos consulados e embaixadas espalhados pelo mundo e agora, retorna à Colina, sua terra natal. Confesso que fui um dos incentivadores para que Renato fixasse residência aqui no município, pois é um orgulho termos um Embaixador em Colina!”, destacou o Prefeito.
 
Dieb finalizou reiterando que os investimentos são constantes e os trabalhos intensos em todos os setores da Administração Municipal, para que Colina continue sendo motivo de orgulho para os cidadãos e de admiração para os visitantes. “O evento alcançou o seu objetivo, com o incentivo à leitura, atrações de qualidade, proporcionando entretenimento e cultura para a nossa população. A Feira do Livro 2018 superou todas as expectativas!”.
 

Centro Espírita receberá Nilton Stugui em agosto

O Centro Espírita Nelson Ferreira de Araújo recebe no próximo dia 29 de agosto a presença do médium Nilton Stugui, que realizará uma sessão de psicografia, á partir das 18h. Quem participar poderá fazer uma doação de um litro de leite.
 
Segundo a doutrina espírita, a psicografia seria uma das múltiplas possibilidades de expressão mediúnica existentes. Allan Kardec classificou-a como um tipo de manifestação inteligente, por consistir na comunicação discursiva escrita de uma suposta entidade incorpórea ou espírito, por intermédio de um homem.
 
O mecanismo de funcionamento da psicografia, ainda segundo Kardec, pode ser consciente, semi-mecânico ou mecânico, a depender do grau de consciência do médium durante o processo de escrita.
 
No primeiro caso, o menos passível de validação experimental, o médium tem plena consciência daquilo que escreve, apesar de não reconhecer em si a autoria das ideias contidas no texto. Tem a capacidade de influir nos escritos, evitando informações que lhe pareçam inconvenientes ou formas de se expressar inadequadas.
 
No segundo, o médium poderia até estar consciente da ocorrência do fenômeno, perceber o influxo de ideias, mas seria incapaz de influenciar voluntariamente o texto, que basicamente lhe escorreria das mãos. O impulso de escrita é mais forte do que sua vontade de parar ou conduzir voluntariamente o processo.
 
No terceiro caso, o mais adequado para uma averiguação experimental controlada, o médium poderia escrever sem sequer se dar conta do que está fazendo, incluindo-se aí a possibilidade de conversar com interlocutores sobre determinado tema enquanto psicografa um texto completamente alheio ao assunto em pauta [carece de fontes]. Isso porque, segundo Kardec, esses médiuns permitiriam ao espírito agir diretamente sobre sua mão ou seu braço, sem recorrer à mente.
 
Além da doutrina espírita, há várias correntes espiritualistas em que é bem evidente a admissão da possibilidade de ocorrência desse fenômeno, como a Teosofia e a Umbanda.
 
Entre os textos ditos psicografados encontram-se obras atribuídas a autores famosos — uns adeptos, em vida, de doutrinas compatíveis com esta prática, como Victor Hugo e Bezerra de Menezes, outros nem tanto, como Oscar Wilde[5] e Camilo Castelo Branco.
 
O centro espírita fica na Rua 13 de Maio, 716, no Centro.

Camionete roubada em Colina é recuperada em Barretos

A Polícia Militar em Barretos,  deteve duas pessoas por receptação e recuperou uma caminhonete roubada, às 19h40 de terça-feira.
 
A equipe Força Tática Canil através dos policiais Ederson, Joaquim e Anderson e o cão “Hector”, informou que durante patrulhamento preventivo com vistas ao combate ao tráfico de drogas, pelo bairro Los Angeles, na avenida L 7, visualizou os suspeitos sendo um autônomo de 21, e um seringueiro de 23 anos, os quais desembarcaram de uma caminhonete GM S10, ano 2009, prata em atitude suspeita.
 
Durante a abordagem, procedeu-se as buscas e foi encontrado com o autônomo  um celular furtado no dia 3 de setembro do ano passado, ocorrência registrada no 1º Distrito Policial  em Barretos.
 
Com o seringueiro, a principio nada de ilícito foi encontrado, porém, quando indagado em relação a caminhonete, ele alegou que pegou o veículo emprestado com um sujeito pelo bairro São Francisco, não dando detalhes sobre a identificação ou localização.
 
Foi constatado que a placa que estava no veículo, pertence a um carro Gol da cidade de Guaraci.
 
O seringueiro apresentou o documento  de Certificado de Registro de Licenciamento, exercício de 2018 e o de 2017, cujo os dados coincidiam com as características da caminhonete, porém, com placa original de Colina.
 
Foi constatado que o veículo tinha sido roubado no dia 19 do mês passado em Colina, tendo como vítima um agricultor de 45 anos.
 
Durante a busca, no interior da caminhonete, os policiais encontraram duas porções de maconha com o peso de 3g, que o seringueiro afirmou que a droga era para consumo próprio.
 
Os  dois indiciados foram levados  ao Plantão Policial. O  delegado Marcelo Pupo de Paula ratificou a voz de prisão e determinou ao escrivão Umberto César Pereira a elaboração do flagrante.
 
Os  jovens foram autuados   nos crimes de receptação e adulteração de sinal identificador de veículo automotor e  recolhidos à cadeia, devendo  passar  por audiência de custódia. Quanto aos entorpecentes, foi elaborado a parte um termo circunstanciado.
 
ROUBO DA CAMINHONETE:   No boletim de ocorrência de roubo,  registrado em  Colina, o agricultor relatou que estava almoçando em um sítio, quando foi abordado por três indivíduos, um deles portando um revólver.
 
Com violência, roubaram o  celular, a carteira com documentos, dois talões de cheques, cartão bancário e  R$ 100,00.
 
Os criminosos chegaram a jogar o agricultor dentro de sua caminhonete o levaram para um canavial nas proximidades da rodovia José Marcelino de Almeida, que liga Colina – Severínia,  onde o amarraram e fugiram com o veículo.
 
A vítima conseguiu se desamarrar e chegou até a rodovia onde pegou uma carona para Colina (Fonte: O Diário)

Apreensão de objetos

Dois quadros de bicicleta aparentemente novos e serrados próximo à numeração, impossibilitando a identificação, foram apreendidos na manhã do dia 5 no quintal de uma residência vazia na Rua Cel. Luciano M. Nogueira. A vizinha acionou a PM e disse que nunca percebeu a movimentação de pessoas estranhas no local.
 
Enquanto fazia inspeção de tráfego na manhã do dia 30, um funcionário da concessionária que administra a praça de pedágio encontrou na canaleta de escoação de água da Rodovia Faria Lima uma bicicleta feminina que continha na cestinha uma marmita, 2 latas de cerveja e uma camisa gola polo.

Moto de pátio recuperada

O agente Leonardo estava na Estrada Boiadeira na tarde do dia 3 quando avistou um adolescente e passou a segui-lo até determinado ponto da zona rural, quando o mesmo percebeu a presença da viatura e fugiu. O policial foi até o local onde o adolescente estava, adentrou uma mata e percebeu que havia algo escondido embaixo das folhas encontrando uma moto Today, vermelha, sem placa, chassi raspado que tinha sido furtada do pátio.

Primeira12345Última

EDIÇÕES ANTERIORES

O seu navegador não é recomendado para uma boa navegação neste site.
Para uma melhor visualização do site atualize-o ou escolha outro navegador.
Saiba mais...
Google ChromeMozilla FirefoxOpera