CONVERSAS

Saúde

Fisioterapeuta alerta sobre Incontinência urinária

A incontinência urinária (perda involuntária da urina) é um problema comum, na maioria das vezes constrangedor e que pode atingir pessoas entre 28 a 80 anos. A fisioterapeuta Ana Paula Ocaso Carminati (CREFITO 59717 LFT) alerta sobre a importância de Procurar um profissional para buscar solução o quanto antes. A incontinência pode ser detectada quando a perda da urina acontece após espirros,tosses, esforços ou como resultado de pressão no abdômen próximo da bexiga. Segundo ela, um dos obstáculos encontrado pelos pacientes é o medo somado ao constrangimento. No entanto, Ana Paula confirma que o tratamento é rápido em boa parte dos casos, inclusive com exercícios que devem ser feitos rigorosamente em casa três vezes ao dia. Algumas reabilitações acontecem com 1009, de êxito em três ou quatro meses e com média de 20 sessões de fisioterapia. "O tratamento consiste em unir os exercícios que estimulam a contração e relaxamento do assoalho pélvico com equipamentos específicos",disse. 
 
O tratamento também é acompanhado com um "diário miccional" onde o paciente anota quantas vezes urinou durante o dia.0 ideal é irai banheiro de 6 a 8 vezes, enquanto pessoas com incontinência em grau avançado urinam até 20 vezes ao. A fisioterapeuta destaca que no grau três em casos de queda de bexiga é possível reverter, mas acima disso somente com cirurgia. Existe também a recomendação das sessões de fisioterapia no pós operatório. As causas da incontinência podem ser atribuídas não somente à queda de bexiga, mas ao parto normal, infecção de urina frequente e intestino preso. 
Outras informações (17) 3322 7452 
 
Voltar

EDIÇÕES ANTERIORES

O seu navegador não é recomendado para uma boa navegação neste site.
Para uma melhor visualização do site atualize-o ou escolha outro navegador.
Saiba mais...
Google ChromeMozilla FirefoxOpera